Tuesday, August 12, 2014

Precisa-se de Homens

 
(Para Lula Barbosa)
 

Precisa-se de homens.
Homens com boa vontade.
Homens sem igreja.
Mas que sejam homens de fé.
E que sejam generosos e estejam dispostos a repartir.
Que não aceitem a fome, a falta de um teto, as mazelas do calor e do frio e a injusta distribuição.
E que entendam a diferença entre conhecimento e sabedoria.
Que não sejam couraçados ou invasores.
E que estejam dispostos a apagar com uma borracha as linhas de fronteira, pois a partir de agora, tudo será uma coisa só.
Precisa-se de homens gentis.
Homens que tenham no peito um jardim, e não uma trincheira.
Homens firmes, idealistas, e que levantem uma nova bandeira.
Uma bandeira sem brasão.
Uma bandeira sem ideologia, limpa de sangue e sem tradição de conquistas.
Uma bandeira pura e branca como a pomba de Pablo Picasso.
Como a água de um riacho.
Como o algodão.
Precisa-se de homens que abdiquem da ganância, que abominem o lucro predatório.
E que sejam pacíficos e solidários.
Homens que não sejam o lobo do homem e que sejam o oposto do que representam os falsos profetas de Wall Street.
Que não sejam salvadores de pátrias e de almas.
E que não sejam amigos próximos de Deus.
Precisa-se de homens para a construção de uma grande obra.
Para a maior obra que já foi edificada até aqui.
Uma obra bem maior que a represa de Itaipu, Machu Picchu, as muralhas da China e do que a própria China.
Precisa-se de homens para a construção de uma grande obra.
Precisa-se de homens para a construção de um novo mundo.
E, posto que amor, com amor se paga, paga-se bem.
 

12 comments:

Lídia Borges said...


Um manifesto cheio de força e de atualidade...

Precisa-se, sim! Como de pão para a boca.

Um beijo

Primeira Pessoa said...

precisa-se de homens e mulheres como você, lidia borges.

abração

r.

Mariani Lima said...

Paga-se bem! Muito bom!!!

Grande abraço.

Primeira Pessoa said...

e que a recompensa seja imensa, Mariani.
Bom te ver entre os meus.

Abração do

Roberto.

Concha Rousia said...

Forte, um 'statement' como não conheço bem o Barbosa esse, resta-me dizer:espero que mereça!
E já ia pujar das suas orelhas (com carinho rs) mas vc já fez nos comentários: incluir as mulheres hehehe.... Abraço grande !!

Lu Dantas said...

Realmente precisamos de mais amor, leveza, compaixão, força de vontade e o olhar ao próximo.

Abs

www.lucadantas.blogspot.com.br

Primeira Pessoa said...

lu dantas,
precisamos de um mundo novinho em folha e você está convocada para esta grande obra.

grande abraço

r.

Primeira Pessoa said...

concha,
vou enviar-lhe umas canções cantadas pelo lula Barbosa, grande cantor e imensa pessoa... e sei que você vai amar.
saudade de compostela e de vocês.

beijo grande do

r,

Suzana Guimarães said...

Belíssimo texto, tão belo que não se perde e nem pode se perder pela realidade - a de sempre - que não existem esses Homens. No plural, é preciso mais de um.

Suzana Guimarães, Lily.

Primeira Pessoa said...

se cê gostou, Suzana Guimarães, é um tantão de saúde pr mim.

alegria.

abraço do

Roberto.

Sônia Brandão said...

Beleza de texto, meu amigo.
Pra onde será que se mudou o amor que havia no coração dos homens?

bj

Sandra Cristina de Carvalho said...

"Precisa-se de homens gentis.
Homens que tenham no peito um jardim, e não uma trincheira."
Quanta sensibilidade, Roberto. Precisa-se, sim, de um mundo novo, construído por homens novos, cheios de força, não a física, mas a do amor, o único sentimento capaz de mudar os homens e o mundo. Lindo o seu texto. Me encantei completamente. Um domingo abençoado pra você!