Monday, January 9, 2017

Reza



Meu pai 
nasceu


cresceu 
e viveu 
ateu


No que
envelheceu
deu de ficar
cochichando
todas as noites
no ouvido
de Deus

Wednesday, January 4, 2017

Palavrão


O nome dela
feito de argila,
gesso e giz

§

Grafa-se osso, 
sêmen e rícino
e leite de rosas
no nome dela:

Substantivo impróprio
rasurado em certidão

§
O nome dela
na polaroide
(indecente e nua)
no bolso
do mendigo
dormindo sob a marquise.

§

O nome dela,
essa elegia obscena
num grafite de privada
da estação rodoviária

§

Friday, December 30, 2016

Sexta, 30 de Dezembro de 2016


Cobrir de flores 
a última sexta-feira do ano
como se ela fosse uma namorada
Como se fosse uma mulher morta


(e perfumar o que terá sido o seu derradeiro suspiro).
Como se ela fosse
Como se tivesse sido.

*

o ano de 2016 agoniza 
e agonizamos junto

E terão sido para nós
estas Papoulas 
de vento e pólvora

(cimento, resina e ópio).


*

Wednesday, December 14, 2016



A vida dá 
a vida tira
A vida
te faz inteiro
A vida
te descostura.

(Roberto Lima)

Monday, December 12, 2016

Anunciação

 
Acordei,
calcei o coturno com bico de aço,
peguei o taco de baseball
e o soco inglês.

Tomei dois Engovs
Mastiguei um Rivotril
E bebi meu café amargo

Estou prontinho.

Pode vir, vida!

 

Thursday, December 8, 2016

Papoulas de Kandahar


Amigos, 

estou preparando Papoulas de Kandahar, meu novo livro. Trata-se de um trabalho "solo", sem a presença do parceiro Bispo Filho, que também está gestando uma obra individual.
São 32 crônicas reunidas em um livro que apresenta algumas novidades. Continuarei trabalhando de forma independente, apesar de ter na mesa algumas propostas de editoras. Preferi continuar dono de minhas dores e pequenos delírios, sem perder o direito sobre eles mesmo depois da morte.
Os textos de apresentação serão escritos por leitores e não por escritores, jornalistas ou críticos literários. E as novidades não param por aí. Haverá mudança também no formato.
Em breve anunciaremos uma turnê de lançamento com paradas em várias cidades do Brasil e do mundo. Tomara que haja um abraço seu guardado para mim aí onde você mora.

Por enquanto é isto. Vamos nos falando.
Beijão do
Roberto.

.

Friday, November 25, 2016

Da ironia da vida


é preciso haver a tristeza 
para saber o que é felicidade
barulho para apreciar o silêncio
e ausência para valorizar a presença.

(Maria Paula Alvin)

PS: naquilo que penso em meus velhos. E não só. Naquilo que penso.