Tuesday, July 26, 2011

Um Grande Poema de Nina Rizzi

.

















fuga


minha voz, quando te diz, quanto te canta:
"te amo como se ama um passarinho morto",
sabe?

a gente quer pegar na palma da mão, levar ao rosto,
afagar e chorar:
- voa, voa, passarinho morto

Nina Rizzi


A Música Que Toca Sem Parar:
de Milton Nascimento e Márcio Borges,toda a leveza de Benke.



Beija-flor me chamou: olha
Lua branca chegou na hora
O Beija-Mar me deu prova:
Uma estrela bem nova
Na luminária da mata
Força que vem e renova

Beija-Flor de amor me leva
Como o vento levou a folha

Minha Mamãe soberana
Minha Floresta de jóia
Tu que dás brilho na sombra
Brilhas também lá na praia

Beija-Flor me mandou embora
Trabalhar e abrir os olhos

Estrela d'Água me molha
Tudo que ama e chora
Some na curva do rio
Tudo é dentro e fora
Minha Floresta de jóia

Tem a água
tem a água
tem aquela imensidão
tem sombra da Floresta
tem a luz do coração
Bem-querer!!!

23 comments:

margoh werneck said...

E para calar essa melancolia...
Penduro estrelas. No varal do dia.

(Bia Clark)


[contem 1 beijo]

líria porto said...

niníssima!! besos

Primeira Pessoa said...

lírica,
amei esse poema da nina.
to com um do romério na agulha, para amanhã.

beijão,
roberto.

Primeira Pessoa said...

bela recolha, margoh...

poesia e melancolia...

até rima.

abração do

roberto.

Luciana Marinho said...

que belo... perfeito na simplicidade e na surpresa! lindo, lindo...

Luciana Marinho said...

ah, esqueci: a fotografia é um encanto! e esse fundo azul...

beijoca, roberto!

Primeira Pessoa said...

lu,
o poema é de uma ternura imensa. quando li o poema coincidiu com o fato de que o passarinho lá de casa morrera alguns dias antes (ele ficava solto pela casa) e eu fiquei impressionado com a cena dele na mão de clarice, que pisara, acidentalmente, no coitadinho.
ela cheia de culpas... convivendo com a dor de algo irreversível... com a dor da perda e da culpa.

fico feliz que você tenha gostado.


beijão,
roberto.

MIRZE said...

NININHA sempre me emociona. Diz que gosta de mim e me faz chorar.

Roberto, que escolha, a sua.

Meu Deus1 é lindo tudo isso.

Beijos, mano!

Mirze

Hercília Fernandes said...

Belo post, Roberto.
O poema da Nina é de uma preciosidade que canta e nos encanta a alma.
Beijos com carinho,
H.F.

Primeira Pessoa said...

hercilia,
nina é de uma humildade e inteligência, que sempre admirei, desde que a conheci, há cerca de dois anos.
ela é uma espécie de irmãzinha, por quem tenho imenso carinho. e torço pra que se dê muito bem.

se tomar juízo (rs), ela vai achar o espaço que é dela.

eu torço por isto. e divulgo com a maior alegria.

abração do

roberto.

Primeira Pessoa said...

ela é danada, mirze...
não tive como nào me emocionar lendo o poema.

fiquei com pena de mim. rs


beijao,

r.

Assis Freitas said...

voa, voa, Nina: puro desassossego de asas,


abraço

Primeira Pessoa said...

é o vôo leve da poesia, zé de assis.

emocionando incautos, como nós dois.

beijão

r.

Zélia Guardiano said...

Realmente magnífico, meu querido amigo Roberto!
Fico-lhe grata por dividires algo assim comigo.
Abraço apertado da
Zélia

Primeira Pessoa said...

ah, zélia linda...
cê nem sabe o quanto fico feliz de te ver retornando ao primeira pessoa.

esse beijo é seu.

r.

CANTO GERAL DO BRASIL (e outros cantos) said...

Rapaz,
Nina ensina, aprendizagem de desaprender...
Parece passarinho essa moça quando escreve, ternuras mil. Mas, predadora, quando preciso...
Sou fã, somos fãs. Como não o sermos?

Fã de estar sempre aqui,
da rama (ramos do cio).

nina rizzi said...

tô toda boba de tá aqui, viu, irmãozinho1

um beijo!

Primeira Pessoa said...

tem que ficar boba não, nina. cê escreve bonito demais. e nossa missão é compartilhar.

o poema é lindo.
beijo grande procê.

r.

Primeira Pessoa said...

da rama,
ainda bem que existem pessoas como você, como nina, nossos iguais.

não fosse isto, estaríamos órfãos no mundo.

beijão procê, da rama.

r.

Tania regina Contreiras said...

Que lindo! Tudo. Nina fala profundo. E a imagem: perfeita!
Beijos,

Primeira Pessoa said...

sabia que você, alma sensível desse mundo, curturia o poemaço da nina.
eu ja tava sentindo a sua falta por aqui.

beijão, taninha.

OceanoAzul.Sonhos said...

Lindo poema de Nina Rizzi. A musica, magnifica...

um abraço
oa.s

Curiosa said...

lindo poema essa da Nina ...
lindo demais ...

demais este blog, amei cada post .... me perdi no tempo lendo aqui ... que bom .... grata!
bjo!