Friday, July 2, 2010

Laranja Amarga


20 comments:

Marcantonio said...

Ô Roberto, o meu filho mais velho disse que em 2010 já não é mais mecânica, é laranja-eletrônica. Rs.

Bem, cai o pano.

Abração!

Por que você faz poema? said...

Cansei de ouvir a palavra coerência, acho que não a direi durante muito tempo. Coerência é característica de pessoas conservadoras – e o futebol não pode se opor ao novo. Quero ganhar jogando bem, sempre: sou amante do futebol romântico (pra não dizer que não usei nenhum jargão). E nem quero saber que história contará os derrotados. Dentro de algumas horas, irei jantar. Pedirei um suco de laranja, mas espero que o garçom não me interprete mal.

Primeira Pessoa said...

marcantonio,
em julho do nao passado saí de nova york pra assistir meu Cruzeiro, que disputava em casa a final da Libertadores.
Fui do aeroporto (praticamente) direto pro estádio.
Derrotado, fui consolado por Sorín (que ficou no banco os 90 minutos e fez tanta falta), que disse, ao telefone, que "o futebol não paga as nossas penas".

infelizmente, eu ja tinha chorado tudo...

essa desclassificação não doeu quase nada...rs
quase nada, repito...

abração,
r.

Primeira Pessoa said...

pois é...
suco de laranja é bom, tem vitamina C, dizem os entendidos...rs
peça mesmo. e que o garçon não se esqueça do açucar (ou adoçante), pra ficar mais palatável.

na boa? quem não sabe perder, não merece ganhar.

amanhã já é sábado e, tomara que faça sol.
quero beber (cerveja... nada de suco de laranja... rs)com os amigos... tranquilo, à beira da piscina e, duvido muito, que o futebol entre na rodinha de bate-papo.

e, depois de amanhã, já é domingo.

segunda-feira começa uma nova semana...
putz, só agora, recordo-me que já é julho.

a vida passa depressa demais.

abração, poeta.

Assis Freitas said...

Brother o culpado é Mick Jagger, o miserável foi no jogo da Inglaterra e enterrou, no dos Eua e enterrou, não satisfeito levou o filho ao jogo do Brasil e enterrou, vai ser pé gelado assim em Londres, caraca. Quando vi o cara no estádio e o filho do lado com a camisa do Brasil, pensei fudeu e fudeu mesmo. rs,rs,rs
Tamo fazendo uma campanha prá ele ir no jogo da Argentina, hahaha
só fiquei triste porque meu filhinho começou a chorar, mas menino tem sempre outro encantamento prá se encantar, fomos jogar videogame que é bem melhor, aqui na Bahia se comemora o 2 de julho, a Independência da Bahia, e o termo que a gente usa quando se está na merda é ir chorar no pé do caboclo, lá no Campo Grande. Como disse Vandré a vida não se resume a copas do mundo, hehehehe

abração

ah sim fui torcer prá Gana e f...

Primeira Pessoa said...

tanbém fui torcer por gana, assis... e já estão me chamando de mique jegue... putaquemepariu! rs... que diazim... pé frio? que tal "bunda de foca"?

também acho que a vida não se resume a festivais e futebóis... mas tenho levado tanta porrada, ultimamente, que uma volta olímpica iria me fazer um bem medõin.

no outro dia o meu glorioso cruzeiro veio jogar aqui em new jersey... level bebel e cissa lá...
fomos a caráter...

aí o cruzeiro meteu quatro nos caras... cissa virou a casaca e bebel ficou aborrecida durante 3 dias (elas foram ao estádio com a camisa do time da terra delas, o boi vermêi... red bull...rs)

conclusão: os dedos das mãos não são iguais.

o zezinho é o campeonato que nos interessa.
assim como bebel e cissa.

e assim vamos nos vivendo... neles! rs

ah, e viva o zangado do dunga! rs
foda-se o dunga!

Jorge Pimenta said...

roberto, como tenho pensado em ti, meu amigo... tive uma reunião de avaliação à hora do jogo, mas porque sou o director de turma, propus que esta se realizasse com o televisor, pequeno e roufenho, a estafar um som e a desfazer a imagem, num canto da sala para podermos deitar o olho (in)discretamente. a coisa lá pegou e o trabalho fluiu até muito bem. o pior foi mesmo naquela segunda parte... (do jogo, não da reunião). também, selecção que tem os dois maiores craques no banco (luisão e ramires - faço notar que só por circunstância do acaso jogam no benfica, hehe) merece qualquer coisa deste género, não?
a propósito, já ri desbragadamente quando li o assis dizendo que a culpa é do mick jagger. olha, a propósito, será que o gajo também asistiu ao portugal vs espanha? :) raios, lá vou eu ter de torcer pelos nuestro hermanos.

um abraço!

p.s. continuo a adorar sumo de laranja natural, mesmo contra os conselho do meu fígado!!!

Tania regina Contreiras said...

Ah, Roberto, não doeu nada essa derrota (que bom, cresci! rs). Acho que estou finalmente aprendendo a, em um minuto, esquecer e começar a torcer por vitórias outras, mas consistentes, mais transformadoras. Saber perder também é o máximo.

Abraços,
Tânia

Primeira Pessoa said...

Jorgíssimo,
quando você for a Minas Gerais (que é outro Brasil dentro do Brasil) vou te levar uma camisa do glorioso cruzeiro esporte clube (autografada por sorin)... clube que revelou ramires e luizão para o mundo (sabias?)... e, se tiver jogo no mineirão durante este período, estaremos lá, bebendo umas cervas geladas e comendo um legendário feijão tropeiro (arroz, feijão tropeiro do bar 13 - uma massaroca contendo arroz branco, torresminhos de porco, feijão inteiro, cheiro verde, farinha de mandioca - um cadiquim de molho de tomate cobrindo a bisteca de poco e um "olhão"... que nada mais é que um ovo frito... rs)...
e tudo por 5 reais... rs

bicho, to acabado depois desse jogo de hoje... eu sou mique jegue...rs ,... com aquela sensação de que enfrentei mike tyson, quando este tinha 19 anos de idade...

torcer pela españa? nem muerto!!!...rs

beijão, poeta bracarense

Primeira Pessoa said...

ah, taninha... a gente até se conforma (por força!...rs)
mas, o bom mesmo é ganhar...

como eu nunca ganhei aquela bicicleta que pedia todos anos ao papai-noel (até os 21 anos eu pedi... confesso...r)... isso aí eu tiro de letra.

nunca tive tudo o que quis... sharon stone no auge, teria me esnobado... um bmw zero bala aos 21... uma cantiga bonita e que não conclamasse o povo a mexer o popozão e que o brasil inteiro cantasse... do tipo, uma nova garota de ipanema, algo assim...

ah, e mais um tantão de trem bão, que não rolou.

beijão desse conformado

rl.

Tania regina Contreiras said...

:-)) Roberto, tu acreditou em papai-noel até que idade? Não foi retardado como eu não, né? Nossa, fui até, sei lá, os oito anos e sofri uma decepção estrondosa depois disso..rsr
Sim, mas estou aqui é para lembrar uma tal música sobre o ipê, de Belchior...Acho que não conheço e adoro o Belchior... Se der, manda pra mim.
Beijos,
Tânia

Dois Rios said...

Tô nem aí, meu lindo Roberto!

Quisera eu estar ganhando os rios de dinheiro que os Robinhos's, Kaka's & Cia. Ilimitadas, ganham.

O que sei é que amanhã o sol nascerá do mesmo jeito e que em 2014 estarei quatro anos mais velha.

Torço sim. Pra cara---! Mas sofrer, jamais!

O resto é caipirinha de laranja à beira mar, rsrs...

Love,
I.

Primeira Pessoa said...

uai, tania... se cê disser que papai noel não existe, fico de mal.

falando agora em uma lenda brasileira (ja que noel é universal), me contaram que o saci era normalzim, bípede... mas foi dividir uma bola com o felipe melo e levou a pior...rs

pó deixar que vou te mandar ypê... sou fã das letras de belchior. e do cara, também. o turco de bigode, meio salim...rs... vai de dante a oliveira de panelas sem tirar o pé do chão.

beijos,
r.

Primeira Pessoa said...

inês,
costumo dizer que ficar torcendo pro tempo passar depressa (do tipo... chegar 2014 logo, pra copa chegar junto...) é uma forma de suicídio.

ah,. sim... eu sei... são apenas futebóis.

quisera eu me ser, um cadiquim, melhor...rs


quisera eu, também, que cê passasse mais por aqui...rs

beijão,
r.

d'Angelo said...

Roberto, já imaginou como está a cabeça do nosso técnico Carlos Caetano Bledorn Verri? Começou a copa como DUNGA, pensava que era um MESTRE,estava FELIZ e terminou ZANGADO...

Primeira Pessoa said...

d'angelo... li essa na internet, esta manhã...
e eles saíram do estádio, ontem (dunga e seu time) cantando o tema "eu vou, eu vou, pra casa, agora eu vou"...rs

dunga cometeu erros dentro e fora do campo. em ambos os casos, fruto do seu preparo como treinador de futebol.

minha decepção maior, no entanto, foi a falta de raça da maior parte dos jogadores.
pensei que, com dunga (e seu "estilo dunga") o time fosse colocar o coração na ponta das chuteiras.

ledo engano.
mas em 2014 tem mais.
quem no comando? luxa? felipão?
será que não seria melhor um nome novinho em folha?

abração, d'angelo!

ragi moana said...

não entendo nada mesmo de futebol. brasil x holanda, para mim, foi o melhor jogo do Brasil. perder a cabeça depois de fazer um gol contra, em dia de decisão, é muito brasileiro... para mim foi como ver meninos da minha rua em campeonato de escola jogando contra o colégio rival... na minha ignorância futebolística isto é tão patriótico..rs perdoa-me

Primeira Pessoa said...

ragi,
cê entende de futebol, sim.
e seu jeito de entender futebol é, sim, saiba disto, muito patriótico.

beijão,
roberto.

LauraAlberto said...

Querido Roberto: obrigada pela sua vista no meu blogue. Por cá a vida também está dura, mas vive-se, vai-se vivendo.
Daqui a uns tempos conseguiremos rir de nós!
Abraço
Laura
P.S.: O laranja mecância é o meu filme preferido do mestre Kubrick

Primeira Pessoa said...

laura,
como diria o marcantonio, o negócio hoje é laranja eletrônica...rs

fico feliz com sua passagem aqui.

volte sempre que tiver vontade. você é muito bem vinda. faz parte dos meus.

beijão do

roberto.