Wednesday, November 28, 2012

e la nave va

























caminhei alguns calvários
tive tristeza alegria
desafios desenganos
porém nada permanente
quando a vida vira a página
quando amanhece de novo
o que deve ser será
vive-se

um olhar
um outro canto
o choro outras palavras
eu deixo a porta sem trava
se um amor quiser partir
outro por certo virá
é a vida seu compasso
a medida do possível

eu sorvo cada momento
eu bebo cada gotinha
eu choro rio padeço
repenso minhas fraquezas
aliso as marcas do tempo
deixo a vida dar os passos
voe ou rasteje
prossigo

sofres eu sofro junto
alegro-me quando te alegras
sou aquela caravela
que em plena calmaria
encontrou um outro rumo

se a bonança acabar
voltarem o vento a chuva
um dia chega o estio
:
haverá amanhãs

 

(líria porto)

 

 


12 comments:

Dois Rios said...

Tão lindo, isso! Tão de todo nós!

Beijo,

Janice Adja said...

"eu bebo cada gotinha"
adorei esta frese.
Beijos!!!!

Primeira Pessoa said...

assim se bebe a vida, janice. gota a gota. segundo a segundo.

Tania regina Contreiras said...

"Haverá amanhãs"...E isso é TUDO.
Beijos, Beto

LauraAlberto said...

descubro a Líria por vocês meus amigos poetas do outro lado...

talvez tu pudesses mesmo ter escrito esse poema, ou até eu...

beijinho cheio de saudades tuas Roberto!!!

[está tudo bem?]

Assis Freitas said...

a lira de liria, deliro


abração broda

Primeira Pessoa said...

é verdade, inês, tão linda e democratica, a poesia, chão de todos nós.
e essa liria porto, ein?
uma danada!

escreve bonito demais.

beijao,
r.

Primeira Pessoa said...

lauríssima,
ta tudo caminhando, uns dias melhores, outros nem tanto.
viver é assim, às vezes, entrar por engano num vagão de uma montanha-russa.
eu estou tentando descer. já tenho um dos pés no chão.
falei com o jorgíssimo, esta semana. ele vai levar um amigo meu (daqui dos eua) à tasca da dona helena, em gaia.

beijão, amiga querida.

Primeira Pessoa said...

taninha,
haverá o hoje.

beijo, maninha.
r.

Primeira Pessoa said...

a lira de líria?
deliro.

beijão, zédeassis.

dade amorim said...

De tudo esta vida é feita, e Líria sabe muito sobre isso.

bj

Primeira Pessoa said...

dade,
essa liria é um trem medõin, adoro as coisas que ela escreve.
e é uma linda.
amo-la!

beijão,
r.