Saturday, June 12, 2010

Rafael Alberti, Recita Para Picasso

.

















Los ocho nombres de Pablo Picasso



Qué hubiera sido de ti Pablo, si de los ocho nombres con que fuiste bautizado, hubieras preferido al de Pablo Picasso el de Diego Picasso, al de Diego Picasso el de José Picasso, al de José Picasso el de Francisco de Paula Picasso, al de Francisco de Paula Picasso el de Juan Nepomuceno Picasso el de María de los Remedios Picasso, al de María de los Remedios Picasso el de Crispín Picasso, al de Crispín Picasso el de Crispiniano de la Santísima Trinidad Picasso.

¿Cómo hubiera pintado Diego Picasso? Cómo José Picasso; cómo Francisco de Paula Picasso; cómo Juan Nepomuceno Picasso; cómo María de los Remedios Picasso; cómo Crispín Picasso; cómo Crispiniano de la Santísima Trinidad Picasso.

¿Cómo hubiera podido ser? Primera exposición en Barcelona de Diego Picasso. Ha llegado a París José Picasso. Óleos y dibujos en la Galería Vollard, de Francisco de Paula Picasso. Encuentro de Max Jacob con Juan Nepomuceno Picasso. El cubismo de María de los Remedios Picasso. De Goya a Crispín Picasso. Los gloriosos 85 años de Crispiniano de la Santísima Trinidad Picasso.

Pero no ha sido así. Y sólo en la Fe de Bautismo quedaron esos siete posible invisibles hermanos. Y quedó sólo Pablo. Sin Diego, sin José, sin Francisco de Paula, sin Juan Nepomuceno, sin María de los Remedios, sin Crispín, sin Crispiniano de la Santísima Trinidad. Sólo Pablo Picasso...





A Música Que Toca Sem Parar:

Rafael Alberti, recita, de sua autoria, Los ocho nombres de Pablo Picasso, poema extraído de "Lo que canté y dije de Picasso" e do disco de homenagem ao pintor espanhol em 1983.

15 comments:

Jorge Pimenta said...

e para quê querer mais?...
abraço, robertílimo, guru da turma! :)
(a propósito, o marcantónio homenageou-te de um modo absolutamente incrível lá no seu blogue. obrigatória a visita em qualquer momento; muito mais, agora).

Assis Freitas said...

Poderiam ser oito ou outros nomes de Pablo, mas quis ter o batismo das cores e pintado em sete cores, o arço íris de toda a existência,


abração

Primeira Pessoa said...

assis,
pablo paleta tela e pincel picasso também não lhe ficaria mal.

guernica é (ao lado de O Mulato, de Portinari), entre todas as mona-lisas, um favorito meu.

viveu bem. ensinou e desensinou coisas (dizem que ele era abusivo com suas mulheres)...

pintou o caneco, este pablo.

abraço em aquarela do
roberto.

Primeira Pessoa said...

poxa, jorge...
estive lá no marcantônio... tomei um susto, rapaz...
to ficando velho para grande emoções... deu uma tremedeira do caráleo...rs

um trem de doido.

eu, que nunca me calo, encontro-me momentaneamente sem palavras.

abração poeta bracarense.

r.

Júlio Castellain said...

...
Olá, meu caro Roberto.
Te convido para visitar o
Blog Contando até 1000.
Te espero lá.
Meu abraço.
...
http://contandoatemil.blogspot.com
...

Paulo Jorge Dumaresq said...

Meu caro Roberto, além dos nomes havia o artista, o mestre, o gênio e o ser humano Pablo Picasso.
Poema digno de nota.
Ótimo sábado e domingo e todos os dias.
Do seu discípulo, PJ.

Primeira Pessoa said...

deixa comigo, julio.
passo lá e assino o livro de visitas.

abraço amigo do
roberto.

Primeira Pessoa said...

paulo poeta,
dizem que o poeta das cores não era lá boa bisca... teria sido péssimo parceiro de suas trocentas mulheres, pai autoritário e injusto... será que é verdade....???

quem pintou guernica e tantas coisas tão lindas não poderia ser bisca ruim.

sou fã de picasso.

e de você.

abração do
roberto.

Sílc said...

Primeira Pessoa: Fui na Casa do Marcantonio, li os Poemas, fiquei curiosa. Mas é merecido sim! Já sou sua seguidora e súdita desejando aprender e te ler.
com amor e carinho,
Silvia
http://silminhacolchaderetalhos.blogspot.com/

Andrea de Godoy Neto said...

Roberto, e eu sou sua fã...e de picasso também, vá lá, que a despeito do que dizem as línguas por aí, deixou uma boa contribuição ao mundo. Os gênios sempre foram personalidades controversas, né?

Eu não conhecia esse poema. Achei lindoooo! Obrigada por me enviar.

um beijo pra ti, desde aqui, das serras geladas (geadas) do sul da terra brasilis

p.s: achei genial a homenagem do marcantonio.

Primeira Pessoa said...

andrea,
este marcantonio é um bonitinho. fica "futucando"a auto-estima da gente com vara de condão... se não tomar muito cuidado, vou começar achando que valho mesmo umas duas tubaínas...
pensar até que mereço o carinho e os mimos de vocês, amigos dos amigos...

abraço imenso procê, que me alegra quando vem aqui.
r.

Primeira Pessoa said...

silc, é como disse a abdrea... esse marcantonio é um bonitinho.
e bonitinhos também são voc6es, que fazem da gentileza uma chave que abre todas as portes.

seja bem vinda.
passarei ao seu blog para aprender e compartilhar...

abração do
roberto.

Marcantonio said...

Ô Roberto, duas tubaínas! Rs.Rapaz, já é outro domingo e eu nem vi a semana passar. Poema espetacular! Como é que o cara inventa de falar do Picasso a partir dos oito nomes dele?
Pior que ele assinou por um tempo Pablo Ruiz Picasso. Se depurou ainda mais, livrando-se, junto com os nomes, do peso da tradição que, na verdade, ele nunca deixou de amar, como, aliás, todos os grandes artistas, embora queiram nos fazer crer do contrário. Foi tão plural que podia ter um heterônimo, ou seus próprios nomes, para cada fase. Eu o vejo como criador voraz e nem sei como ele teve tempo pra tantas mulheres; ou, talvez, isso explique!Rs.
E pra completar, o cara que não se ligava tanto em pintura política, num só episódio sintetiza tudo no mais belo quadro do século XX. Força da natureza! A obra dele, no caso, é o caráter que agora importa.
Acho que me entusiasmei.

Abração!

Primeira Pessoa said...

marcantonio,
adoro este disco-homenagem a pablo picasso. caso não tenha, posso te mandar as faixas por email. tem momentos lindíssimos e mais um Rafael Alberti falando do famoso nariz do gênio da paleta.
depois, quando cê tiver um tempinho, passe no site do artista baiano zé andrade
www.zeandrade.com

tem uns lances muito interessantes lá... uma galeria de heróis que é disponibilizada a todos...
são uns bonequinhos muito legais, feitos à mão... tenho um tantão deles, incluindo picasso.

ah, e entusiasme-se sempre...rs
sem entusiasmo a vida é um café morno e ralo.

abração do
roberto.

José Carlos Brandão said...

Já passei por aqui antes. Agora não posso deixar de sublinhar que me diverti com os nomes de Picasso. Gozado, eu via com mais seriedade Rafael Alberti. Brincar é sinal de grandeza.
Um grande abraço.